Loading...

 

O Vamos Juntas?

Foi em uma volta pra casa à noite, cheia de medo e insegurança que nasceu o movimento Vamos juntas?. No meio de uma praça escura em Porto Alegre, a jornalista Babi Souza teve uma inspiração e pensou que se as mulheres se unissem nas ruas se sentiriam mais seguras. Afinal, só as mulheres entendem o medo que as outras mulheres sentem na rua. 

De uma postagem despretensiosa em seu perfil no Facebook divulgando a ideia que teve, a uma página que beira as 300 mil curtidas foram meses de trabalho intenso e histórias que não a deixaram desistir de fazer o movimento crescer e atingir mais e mais meninas.

Em 24 horas, a página atingiu 5 mil curtidas. Em 48 horas, 10 mil curtidas. Em 6 dias, 50 mil curtidas. Em 2 semanas e meia 100 mil curtidas. 

Em poucos dias o movimento deixou de falar apenas sobre como é importante as mulheres “irem juntas” e passou a falar sobre a importância de “estarmos juntas” e de colocarmos a sororidade (irmandade entre mulheres) em prática.

Histórias de meninas que tinham tido um dia mais feliz e seguro por terem colocado o Vamos juntas? em prática foram sendo cada vez mais e mais compartilhadas tornando o movimento conhecido nacionalmente e fazendo com que ele ganhasse um espaço gigantesco na mídia.

O movimento cresceu tão rapidamente que Babi tomou uma decisão que mudou a sua vida mais ainda: pedir demissão e viver de forma autônoma para conseguir fazer com que o movimento não parasse de crescer. 

E assim têm sido!

 

 

 

 

 

E o Vamos juntas? foi eleito pela revista Elle como um dos 5 movimentos feministas digitais que mais fazem a diferença.

A revista convidou 13 especialistas que elegeram os vencedores entre 63 projetos!